Скачать презентацию FESTAS JUDAICAS IGREJA METODISTA GOI NIA LESTE 2011 Скачать презентацию FESTAS JUDAICAS IGREJA METODISTA GOI NIA LESTE 2011

0bafc7b2c06efae38506b3bc73574623.ppt

  • Количество слайдов: 118

FESTAS JUDAICAS IGREJA METODISTA GOI NIA LESTE 2011 FESTAS JUDAICAS IGREJA METODISTA GOI NIA LESTE 2011

A INSTITUIÇÃO DAS FESTAS • O capítulo 23 de Levítico esboça de maneira resumida A INSTITUIÇÃO DAS FESTAS • O capítulo 23 de Levítico esboça de maneira resumida e cronológica as sete festas solenes instituídas por Deus. • Cada festa com seu significado soma-se a outra para contar de forma universal e profética o plano de Deus para salvar o ser humano. • Dessa forma, elas assumem um significado mais abrangente na história tipificando a obra salvadora de Jesus.

AS SETE FESTAS • • Páscoa Pães Asmos Primícias Pentecostes Trombetas Dia da Expiação AS SETE FESTAS • • Páscoa Pães Asmos Primícias Pentecostes Trombetas Dia da Expiação Tabernáculos

SEQUÊNCIA PROFÉTICA DAS FESTAS • • FESTA DA PÁSCOA - A morte de Jesus. SEQUÊNCIA PROFÉTICA DAS FESTAS • • FESTA DA PÁSCOA - A morte de Jesus. FESTA DOS PÃES ASMOS - Sábado da espera. FESTA DAS PRIMÍCIAS – Ressurreição. FESTA DE PENTECOSTES – Descida do Espírito Santo e nascimento da “Igreja” – Após ressuscitar Ele ficou 40 dias na terra. – Dez dias depois da ascensão era a Festa da Colheita ou Pentecoste • FESTA DAS TROMBETAS - A segunda Vinda

1ª FESTA DA PÁSCOA 1ª FESTA DA PÁSCOA

 1ª Festa - FESTA DA PÁSCOA • Festa instituída quando o povo de 1ª Festa - FESTA DA PÁSCOA • Festa instituída quando o povo de Israel foi libertado da escravidão do Egito (Ex. 12). • Um cordeiro era morto no dia quatorze do primeiro mês (Abib) do calendário hebraico. • Foi comida pela 1ª vez quando ainda os hebreus eram escravos no Egito. • Foi a última refeição comida como escravos, às vésperas da saída do Egito.

A Páscoa teria dois significados básicos 1) JUÍZOS DIVINOS - sobre os ímpios - A Páscoa teria dois significados básicos 1) JUÍZOS DIVINOS - sobre os ímpios - aqui personificados pelos egípcios. 2) MEMORIAL DE SAÍDA - Graça e livramento de Deus sobre o seu povo.

ESCRAVIDÃO NO EGITO ESCRAVIDÃO NO EGITO

MOISÉS – O Libertador MOISÉS – O Libertador

Moisés enfrenta o Faraó do Egito Moisés enfrenta o Faraó do Egito

1ª Praga – Águas transformadas em sangue 1ª Praga – Águas transformadas em sangue

 2ª PRAGA - Pragas das rãs 2ª PRAGA - Pragas das rãs

3ª PRAGA – Praga dos piolhos 3ª PRAGA – Praga dos piolhos

4ª PRAGA - Praga das moscas 4ª PRAGA - Praga das moscas

5ª PRAGA – Peste nos animais 5ª PRAGA – Peste nos animais

6ª Praga - Úlceras nos homens 6ª Praga - Úlceras nos homens

7ª PRAGA – Chuva de Pedras e Saraiva 7ª PRAGA – Chuva de Pedras e Saraiva

8ª PRAGA - Gafanhotos 8ª PRAGA - Gafanhotos

9ª PRAGA - trevas 9ª PRAGA - trevas

EMBATE FINAL – A 10ª praga EMBATE FINAL – A 10ª praga

Livramento da 10ª praga Fim de 430 anos de escravidão Livramento da 10ª praga Fim de 430 anos de escravidão

10ª Praga – A morte dos primogênitos do Egito 10ª Praga – A morte dos primogênitos do Egito

FIM DA ESCRAVIDÃO (Os hebreus saíram do Egito) FIM DA ESCRAVIDÃO (Os hebreus saíram do Egito)

INSTITUÍÇÃO DA PÁSCOA COMO “FESTA” • “Este dia vos será por memorial, e o INSTITUÍÇÃO DA PÁSCOA COMO “FESTA” • “Este dia vos será por memorial, e o celebrareis como solenidade ao Senhor; nas vossas gerações o celebrareis por estatuto perpétuo. • Sete dias comereis pães asmos. Logo ao primeiro dia, tirareis o fermento de vossas casas, pois qualquer que comer coisa levedada, desde o primeiro dia até o sétimo dia, essa pessoa será eliminada de Israel”. Exodo: 12: 14 -15

CUMPRIDA A PÁSCOA • A páscoa Cumpriu-se de forma precisa numa sexta-feira ao pôr-do-sol CUMPRIDA A PÁSCOA • A páscoa Cumpriu-se de forma precisa numa sexta-feira ao pôr-do-sol quando Cristo foi morto como um cordeiro. • I Co. 5: 7; • I Pe. 1: 18 e 19.

2ª FESTA DOS PÃES ASMOS 2ª FESTA DOS PÃES ASMOS

 2 - FESTA DOS PÃES ASMOS • No dia seguinte à Páscoa (15 2 - FESTA DOS PÃES ASMOS • No dia seguinte à Páscoa (15 de Abib) começava um período de sete dias onde o povo deveria comer pão sem fermento e oferecer oferta queimada ao Senhor. • O dia da libertação de Israel do Egito, tudo foi feito apressadamente. Entretanto, para as gerações futuras, Deus determinou que a festividade tivesse a duração de sete dias. • A Páscoa - no dia 14 de Abibe - no fim da tarde, assinalava o início da outra Festa chamada «Festa dos Pães Asmos» , que começava no dia 15 e terminava no dia 21 à tarde.

SIGNIFICADO ATUAL DA FESTA DOS PÃES ASMOS • Período de esperança da ressurreição de SIGNIFICADO ATUAL DA FESTA DOS PÃES ASMOS • Período de esperança da ressurreição de Cristo, que morreu sem pecado - o pão sem fermento • Fermento representa o pecado – (Mt. 16: 6). • Essa festa se cumpriu na humanidade perfeita (sem pecado) do MESSIAS. • Por falta de tempo o corpo de Cristo não foi “preparado” para o sepultamento, tal como o pão da páscoa não teve tempo de ser levedado.

NORMAS DA FESTA DOS PÃES ASMOS • Durante a semana da Festa dos Pães NORMAS DA FESTA DOS PÃES ASMOS • Durante a semana da Festa dos Pães Asmos, o fermento e qualquer coisa fermentada tinha que ser removida dos lares. • «Pão levedado» - o significado literal desse termo, é «coisa fermentada» . • Nada que continha fermento devia ser encontrado entre eles, em hipótese alguma, «em todo teu território» . • Tempo de retirar o mal de dentro de casa

“lançai fora o velho fermento, para que sejais nova massa, como sois, de fato, “lançai fora o velho fermento, para que sejais nova massa, como sois, de fato, sem fermento. Pois Também Cristo nosso cordeiro pascal, foi imolado. ” I Co 5: 7

PASCOA + ÁSMOS – Festas unidas • Nos tempos de Jesus, as Festas da PASCOA + ÁSMOS – Festas unidas • Nos tempos de Jesus, as Festas da Páscoa e dos Pães Asmos já eram tratadas como sendo uma somente (Luc 22. 1). • Isto se devia ao fato de não haver intervalo entre as duas Festas, porque ambas celebravam a mesma libertação do Egito. • Na verdade a Festa dos Pães Asmos era a continuação da Festa Páscoa.

ALVOS DE ORAÇÃO • Buscarmos sair de qualquer escravidão. • Passarmos o sangue do ALVOS DE ORAÇÃO • Buscarmos sair de qualquer escravidão. • Passarmos o sangue do Cordeiro nos portais. • Preservarmo-nos dos juízos de Deus. • Tempo de retirada dos todos os “fermentos”. • Tempo de busca da santidade do Senhor. • Tempo de honrar o Senhor – o pão sem fermento.

3ª FESTA DAS PRIMÍCIAS 3ª FESTA DAS PRIMÍCIAS

3ª Festa – FESTA DAS PRIMÍCIAS • “Não tardarás em trazer ofertas do melhor 3ª Festa – FESTA DAS PRIMÍCIAS • “Não tardarás em trazer ofertas do melhor das tuas ceifas e das tuas vinhas. O primogênito de teus filhos me darás” (Ex 22. 29) • As Primícias representavam o início do período da colheita. • A festa deveria ser observada somente em um único dia – terceiro dia depois da páscoa.

O QUE SÃO PRIMÍCIAS. . . ? • A palavra significa “a qualidade daquilo O QUE SÃO PRIMÍCIAS. . . ? • A palavra significa “a qualidade daquilo que é primeiro: primeiros frutos, primeiro filho, primeira alegria, primeiro salário, etc. ” • Deus determinou que oferecesse a Ele todas as primícias do gênero humano, dos animais, e dos frutos da terra. (Êx 22. 29, 30; 23. 19; Pv. 3. 9). • Em Êx 13. 12 -16 Deus exige as primícias devido o livramento que produziu com Israel, tirando-os do Egito - através da morte dos primogênitos.

FESTA DAS PRIMÍCIAS • No «segundo dia» da Festa dos Pães Asmos, levava-se ao FESTA DAS PRIMÍCIAS • No «segundo dia» da Festa dos Pães Asmos, levava-se ao sacerdote um molho das primícias da colheita de cevada. • A cevada era 1ª safra a amadurecer. (1 mês antes da colheita do trigo).

PRIORIDADE E GRATIDÃO • Ao iniciar a colheita da safra, o primeiro molho colhido PRIORIDADE E GRATIDÃO • Ao iniciar a colheita da safra, o primeiro molho colhido era dedicado e entregue a Deus. • Era oferecido ainda: - oferta de manjares com azeite, queimada em cheiro suave a Deus. - uma oferta de vinho - um cordeiro de um ano, em holocausto. Lv 23: 12

FESTA DAS PRIMÍCIAS • Antes da consagração dos primeiros frutos não se consumia nenhum FESTA DAS PRIMÍCIAS • Antes da consagração dos primeiros frutos não se consumia nenhum cereal novo, ou grãos da nova safra, mas, somente depois de um molho ser ofertado ao Senhor.

 «E não comerás pão, nem grãos torrados ou verdes, até ao dia em «E não comerás pão, nem grãos torrados ou verdes, até ao dia em que trouxerdes a oferta ao vosso Deus» (Lv 23. 14) • Após Deus receber as “primícias” das mãos do sacerdote ofertante, cada um poderia gozar dos frutos daquela cega, com a certeza de que ela já estava abençoada.

SEQUÊNCIA DOS EVENTOS • Só após a “Festa das Primícias” iniciava-se a colheita. • SEQUÊNCIA DOS EVENTOS • Só após a “Festa das Primícias” iniciava-se a colheita. • A colheita durava até 49 dias depois do dia das primícias. • No 50º dia ocorria outra celebração: a Festa da Colheita ou Pentecostes

Trabalhadores judeus trazendo as Primícias da colheita de amêndoas em Rishon Le. Zion no Trabalhadores judeus trazendo as Primícias da colheita de amêndoas em Rishon Le. Zion no início do Século passado

PRIMÍCIAS é uma festa campestre. Por esta razão as mulheres enfeitam-se de flores e PRIMÍCIAS é uma festa campestre. Por esta razão as mulheres enfeitam-se de flores e carregam cestos com primícias da terra para agradecer a Deus pela provisão dada na colheita que se inicia.

SEQUÊNCIA PROFÉTICA DAS FESTAS • A morte de Jesus ocorreu no dia de Páscoa SEQUÊNCIA PROFÉTICA DAS FESTAS • A morte de Jesus ocorreu no dia de Páscoa • Sábado foi celebrada a Festa dos Pães Asmos • Domingo – exatamente no dia Festa das Primícias - Jesus ressuscitou. • Após ressuscitar Ele ficou 40 dias na terra. • Dez dias depois da ascensão era a Festa da Colheita ou Pentecoste • Atos 2: 1 -4 relatado como o Espírito Santo encheu os homens – Dia de pentecoste

PRIMÍCIAS E RESSURREIÇÃO • Na Festa das Primícias um pequeno feixe dos primeiros grãos PRIMÍCIAS E RESSURREIÇÃO • Na Festa das Primícias um pequeno feixe dos primeiros grãos amadurecidos da seara, era agitado pelo sacerdote perante o altar. • ". . . Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo Ele as primícias dos que dormem" (I Co. 15: 20). • Cristo é "o primogênito de entre os mortos" (Cl. 1: 18). • "sendo o primeiro da ressurreição dos mortos. . . " (At. 26: 23).

RESSUREIÇÃO: Início da colheita • ANALOGIA: A Festa das Primícias se cumpre na ressurreição RESSUREIÇÃO: Início da colheita • ANALOGIA: A Festa das Primícias se cumpre na ressurreição de Jesus Cristo. • Portanto, Cristo na qualidade de “Primícias da Ressurreição”, consagrou a Deus toda a colheita (Hb. 2: 13). • Indica que a totalidade da colheita ainda se realizará. (Rm. 8: 23; 11: 16; ICo. 16: 15).

A ressurreição de Jesus é a garantia de todas coisas que o Evangelho declara, A ressurreição de Jesus é a garantia de todas coisas que o Evangelho declara, afirma e promete: 1) Prova de que Jesus é, de fato, o Filho de Deus. 2) É a garantia de que nossa fé nÊle é verdadeira; 3) É a garantia de que um dia ele voltará 4) É a garantia de que nós seremos ressuscitados.

PRIMÍCIAS NOS DIAS DE HOJE • Hoje somos convocados a entregar ao Senhor as PRIMÍCIAS NOS DIAS DE HOJE • Hoje somos convocados a entregar ao Senhor as primícias de tudo o que temos recebido. • Ele que nos libertou do cativeiro do pecado e nos leva à outra Terra prometida. • Portanto, nesse mesmo contexto, o Senhor Deus nos exorta: “. . . E ninguém aparecerá diante de mim com as mãos vazias. ” (Ex 34. 20).

PRIMÍCIAS NOS DIAS DE HOJE • Nesta festa, se apresentavam comidas especiais e uma PRIMÍCIAS NOS DIAS DE HOJE • Nesta festa, se apresentavam comidas especiais e uma oferta de duas peças de pão ao Senhor. • PRINCIPAL SIGNIFICADO: o pão de cada dia era proporcionado pela graça e benevolência do Senhor (Lv 23. 15 -20). • OBSERVAÇÃO: Nesta ocasião, os israelitas nunca se esqueciam dos menos afortunados. Eram deixados alimentos nos campos para os necessitados.

SIMBOLISMO DAS OFERTAS • Oferta dos Manjares: Era comida pelo ofertante e o sacerdote SIMBOLISMO DAS OFERTAS • Oferta dos Manjares: Era comida pelo ofertante e o sacerdote – sinal de comunhão. Aqui a família sacerdotal, que não plantava, era suprida. • Oferta de Holocausto. Oferta de vida. Entrega de oferta totalmente queimada. Sinal de entrega e rendição a Deus. • Oferta de Incenso. Tempo de dedicação à oração e a uma intimidade maior com Deus. Tempo de gratidão, de louvor e de adoração.

Motivos de oração Festa das Primícias • Gratidão a Deus pelas inúmeras bênçãos recebidas, Motivos de oração Festa das Primícias • Gratidão a Deus pelas inúmeras bênçãos recebidas, • Gratidão pela colheita espiritual que move vidas em direção ao altar divino. • Ofertar e dedicar nossas suas vidas, como oferta suave ao Senhor. • Reconhecer e entregar primícias em nossas vidas. • Oferecer gestos e atitudes de gratidão. Podem ser expressos através da entrega dos alimentos, dos dízimos e ofertas, e cuidados especiais com missionários e outros que cuidam do altar.

4ª FESTA DE PENTECOSTES 4ª FESTA DE PENTECOSTES

 4ª Festa – FESTA DE PENTECOSTES • Ação de graças pela colheita do 4ª Festa – FESTA DE PENTECOSTES • Ação de graças pela colheita do trigo. Por isso é chamada de também de Festa da Colheita. • Chamada Festa das Semanas por ser celebrada 7 semanas após a festa da páscoa, no 50º dia. • Daí o nome Pentecostes - que significa “ 50º dia".

Ocorria depois da colheita de cevada e no começo da colheita do trigo, que Ocorria depois da colheita de cevada e no começo da colheita do trigo, que amadurecia depois da cevada (Êx 9. 31, 32).

FESTA DAS SEMANAS (Pentecostes) • Ocorria 50 dias após a Festa das Primícias • FESTA DAS SEMANAS (Pentecostes) • Ocorria 50 dias após a Festa das Primícias • Da colheita realizada eram feitos dois pães com fermento de efa de flor de farinha. • Com os pães eram oferecidos holocaustos: – Sete cordeiros de um ano (sem defeito) – Um novilho e dois carneiros, – Ofertas de cereais e de libação, – Um bode como oferta pelo pecado – Dois cordeiros - oferta de sacrifícios pacíficos.

Os pães deveriam ser levedados • O pão na festa dos Pães Asmos deveria Os pães deveriam ser levedados • O pão na festa dos Pães Asmos deveria ser sem fermento porque representava Jesus. • Se Jesus tivesse vindo, vivido e pecado, não poderíamos ser salvos por Ele. • No Pentecoste os pães eram fermentados representando o homem pecador.

O fermento “apodrece” a massa. Símbolo do mal que age na vida do homem O fermento “apodrece” a massa. Símbolo do mal que age na vida do homem Esse pão fermentado era dedicado a Deus, simbolizando que, apesar de pecadores, se nos colocássemos nas mãos de Deus, Ele nos santificaria e poderia nos utilizar.

PENTECOSTES e outras datas • O dia da Festa de Pentecostes ocorre no décimo PENTECOSTES e outras datas • O dia da Festa de Pentecostes ocorre no décimo dia depois do dia da ASCENSÃO de Jesus ao céu • Subida de Jesus ao céu

PENTECOSTE e outras datas • Ligado à Festa da colheita, comemora ainda a entrega PENTECOSTE e outras datas • Ligado à Festa da colheita, comemora ainda a entrega dos Dez Mandamentos no Monte Sinai. • Ocorreu cinquenta dias depois da saída do Egito (Êxodo). • 50 dias após a páscoa

PENTECOSTES e outras datas • A Igreja em Atos 2 se reunira para celebrar PENTECOSTES e outras datas • A Igreja em Atos 2 se reunira para celebrar a “Festa do Pentecostes”, quando derramou-se sobre eles o Espírito Santo. • Por esta razão o Dia de Pentescostes foi considerado o Dia do nascimento da igreja.

FATOS OCORRIDOS ENTRE A FESTA DAS PRIMÍCIAS E A FESTA DE PENTECOSTES • São FATOS OCORRIDOS ENTRE A FESTA DAS PRIMÍCIAS E A FESTA DE PENTECOSTES • São passados 50 dias entre as duas festas. • Na Festa das primícias Jesus ressuscitou e permanecerá cerca de 40 dias na terra. • Neste período ele apareceu diversas vezes à muitas pessoas. • Dez dias antes da Festa da Colheita, Jesus sobe para o céu. • Recomenda aos apóstolos que aguardassem em Jerusalém a vinda do Espírito Santo.

Discípulos esperam em Jerusalém • Em Obediência os apóstolos voltaram a Jerusalém. • Juntos Discípulos esperam em Jerusalém • Em Obediência os apóstolos voltaram a Jerusalém. • Juntos com eles estão algumas mulheres, Maria, a mãe de Jesus, e os irmãos dele (1: 14) • Maria nunca mais será mencionada (nominalmente) nas Escrituras depois deste versículo • A Bíblia não diz que ela foi elevada a alguma posição especial depois da morte de Jesus. • Este versículo é a primeira passagem que fala dos irmãos de Jesus como seguidores dele.

DURAÇÃO DA COLHEITA • A contagem dos 50 dias para início da Festa começava DURAÇÃO DA COLHEITA • A contagem dos 50 dias para início da Festa começava quando a foice era lançada contra as espigas. (Dt. 16: 9) • Na colheita deveria ser respeitado o direito de respigar dos pobres e estrangeiros.

A SANTA CONVOCAÇÃO – At. 2: 1 -4 • Reunia-se todo o povo trabalhador A SANTA CONVOCAÇÃO – At. 2: 1 -4 • Reunia-se todo o povo trabalhador com suas famílias, amigos estrangeiros (Dt 16. 11). • Essa cerimônia era chamada de "Santa Convocação“. • Ninguém poderia trabalhar durante aquele dia de festa. • E, cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos no mesmo lugar; • E de repente veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa. • E foram vistas por eles línguas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. • E todos foram cheios do Espírito Santo

Judeus de todos os países vinham a Jerusalém, trazendo estrangeiros, pagãos e prosélitos para Judeus de todos os países vinham a Jerusalém, trazendo estrangeiros, pagãos e prosélitos para a festa. “E, quando aquele som ocorreu, ajuntou-se uma multidão, e estava confusa, porque cada um os ouvia falar na sua própria língua”. • Partos e medos, elamitas e os que habitam na Mesopotâmia, Judéia, Capadócia, Ponto e Ásia, • E Frígia e Panfília, Egito e Líbia, junto a Cirene, e forasteiros romanos, tanto judeus como prosélitos, • Cretenses e árabes, todos nós ouvimos em nossas próprias línguas falar das grandezas de Deus.

SIMBOLISMO DE PENTECOSTES • Marca o início da formação de um CORPO, que seria SIMBOLISMO DE PENTECOSTES • Marca o início da formação de um CORPO, que seria composto por judeus e gentios pecadores (com fermento). • Seriam um só povo - unidos pela fé - por crerem em Jesus como seu Cordeiro Pascal. • Esse organismo é chamado Igreja de Deus, ou Corpo de Cristo. • Com a rejeição de Cristo pelos judeus, a Igreja tornou-se o NOVO ISRAEL em Pentecostes

MOTIVOS DE ORAÇÃO • É tempo de Santa convocação – de estarmos juntos em MOTIVOS DE ORAÇÃO • É tempo de Santa convocação – de estarmos juntos em louvor, adoração e obediência. • Pentecostes é a plenitude da colheita. Tem pessoas que permanecem apenas com o 1º molho das Primícias. É tempo de Busca. • Oferecer a Deus o nosso Pão com fermento na convicção de sermos ACEITOS por Ele. • Orar por um tempo de Testemunho, de Busca de Poder e de autoridade.

5ª FESTA DAS TROMBETAS 5ª FESTA DAS TROMBETAS

Trombetas e Expiação • No primeiro dia do sétimo mês era tocada a trombeta Trombetas e Expiação • No primeiro dia do sétimo mês era tocada a trombeta para anunciar o primeiro dia do ano civil, ou ano novo. • A trombeta também alertava ao povo da proximidade do Dia da Expiação. • Era dia de juízo onde se exigia preparação e solenidade

FESTA DAS TROMBETAS Significado Profético atual • Futuro despertar dos eleitos de Israel para FESTA DAS TROMBETAS Significado Profético atual • Futuro despertar dos eleitos de Israel para o arrependimento e conversão a Cristo. • O início dos juízos para os gentios ou nações. • O Arrebatamento da Igreja – Corpo de Cristo. OBS -Após o cativeiro, A FESTA DAS TROMBETAS passou a ser designada pelos israelitas de ROSH HASHANÁ - o início do ANO NOVO (civil).

OS TRÊS ATOS DA FESTA DAS TROMBETAS • Provisão de Deus • Socorro sobrenatural OS TRÊS ATOS DA FESTA DAS TROMBETAS • Provisão de Deus • Socorro sobrenatural de Deus • A vinda do Messias

Celebrando a Provisão de Deus Celebrando a Provisão de Deus

1º Ato - A PROVISÃO DE DEUS O anjo impede o sacrifício de Isaque 1º Ato - A PROVISÃO DE DEUS O anjo impede o sacrifício de Isaque Um carneiro morre no lugar de de Isaque

2º Ato – O socorro sobrenatural de Deus ao seu povo • Em Nm 2º Ato – O socorro sobrenatural de Deus ao seu povo • Em Nm 10: 9 Deus determinou: “Ora, quando na vossa terra sairdes à guerra contra o inimigo que vos estiver oprimindo, fareis retinir as trombetas; e perante o Senhor vosso Deus sereis tidos em memória, e sereis salvos dos vossos inimigos”.

Ação sobrenatural de Deus ontem Ação sobrenatural de Deus ontem

Ação sobrenatural de Deus hoje ISRAEL EM 1945 ISRAEL HOJE Ação sobrenatural de Deus hoje ISRAEL EM 1945 ISRAEL HOJE

COMO SERÁ AMANHÃ? COMO SERÁ AMANHÃ?

3º Ato – Anuncia a chegada do Messias • “Então aparecerá no céu o 3º Ato – Anuncia a chegada do Messias • “Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória”.

3º Ato – Anuncia a chegada do Messias • “E ele enviará os seus 3º Ato – Anuncia a chegada do Messias • “E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus”.

1948 - A FIGUEIRA REBROTA 1948 - A FIGUEIRA REBROTA

A FIGUEIRA REBROTA • “Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus A FIGUEIRA REBROTA • “Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. • Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas”.

REPETIÇÃO DOS DIAS DE NOÉ • “E, como foi nos dias de Noé, assim REPETIÇÃO DOS DIAS DE NOÉ • “E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. • Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, • E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem”.

UMA GERAÇÃO – 70 ANOS • Em verdade vos digo que não passará esta UMA GERAÇÃO – 70 ANOS • Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam.

O ARREBATAMENTO • Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o O ARREBATAMENTO • Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro; • Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra. • Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor.

O JULGAMENTO DAS NAÇÕES O JULGAMENTO DAS NAÇÕES

A FESTA DAS TROMBETAS - Igreja • Provisão de Deus • Socorro sobrenatural de A FESTA DAS TROMBETAS - Igreja • Provisão de Deus • Socorro sobrenatural de Deus • A vinda do Messias

ALVOS DE ORAÇÃO • Buscar a Provisão de Deus para todos os tempos e ALVOS DE ORAÇÃO • Buscar a Provisão de Deus para todos os tempos e necessidades. • Buscar e crer no Socorro sobrenatural de Deus hoje e no futuro. • Orar por discernimento sobre a 2ª vinda de Cristo. • Pedir discernimento para sabermos pregar e nos preparar para esse tempo

6ª FESTA DA EXPIAÇÃO (Dia do perdão) 6ª FESTA DA EXPIAÇÃO (Dia do perdão)

AS TRÊS ÚLTIMAS FESTAS • Depois da “Festa de Pentecostes” havia no calendário um AS TRÊS ÚLTIMAS FESTAS • Depois da “Festa de Pentecostes” havia no calendário um intervalo até a próxima festa. – Festa das Trombetas – Festa da Expiação ou Perdão – Festa dos Tabernáculos • Também acontece na história - temos um grande intervalo desde o Pentecostes até os cumprimentos proféticos prefigurados pelas próximas três festas.

6ª - DIA DA EXPIAÇÃO (Dia do perdão) • 6ª - DIA DA EXPIAÇÃO (Dia do perdão) • ". . . Mas, aos dez deste mês sétimo, será o dia da expiação; tereis santa convocação e afligireis a vossa alma; . . . " • Esse dia era shabat (descanso) e dia de santa convocação. O trabalho era proibido. • As pessoas deveriam afligir as almas (jejum), oferecer oferta queimada ao SENHOR.

 • • No “Yom Kipur” um Ano bom e feliz é concedido àqueles • • No “Yom Kipur” um Ano bom e feliz é concedido àqueles que se arrependeram dos seus pecados. É a festa mais solene do judaísmo. É o tempo em que se eleva a alma para perto do Trono e Balança Divina. É dia de jejum e abstinência, quando o material e carnal se submete ao espiritual. Cada judeu vai examinar seus atos e buscar perdão pelos erros que cometeu contra Deus. • É um dia de arrependimento e perdão.

AÇÕES NESTE DIA - hoje • Nesta dia quase todo Israel ao redor do AÇÕES NESTE DIA - hoje • Nesta dia quase todo Israel ao redor do mundo jejua. – Ninguém come ou bebe, por um período de 24 horas. • Isto permite maior condição no do dia de contemplar seus pecados e fraquezas.

FESTA DA EXPIAÇÃO • Acontecia em apenas um dia • Era o único dia FESTA DA EXPIAÇÃO • Acontecia em apenas um dia • Era o único dia do ano no qual o sumo sacerdote entrava no LUGAR SANTO no Tabernáculo. • Eram utilizados na cerimônia dois bodes: – Um seria oferecido como oferta pelo pecado da nação de Israel - BODE EXPIATÓRIO – O outro enviado ao deserto – BODE EMISSÁRIO

TABERNÁCULO - TEMPLO DE SALOMÃO • Construção temporária • Templo definitivo TABERNÁCULO - TEMPLO DE SALOMÃO • Construção temporária • Templo definitivo

A NUVEM SOBRE O TABERNÁCULO MONTADO NO CENTRO A NUVEM SOBRE O TABERNÁCULO MONTADO NO CENTRO

OS ESPAÇOS DO TABERNÁCULO • Vista Externa • Divisões internas OS ESPAÇOS DO TABERNÁCULO • Vista Externa • Divisões internas

O “SANTO DOS SANTOS” • Vista interna. • O lugar santo. • Arca da O “SANTO DOS SANTOS” • Vista interna. • O lugar santo. • Arca da Aliança. • A presença de Deus.

"E Arão lançará sorte sobre os dois bodes: Uma sorte pelo Senhor e a outra pelo bode emissário. . . ” • Então Arão fará chegar o bode sobre o qual cair a sorte pelo Senhor e o oferecerá para expiação do pecado. • Mas o bode sobre o qual cair a sorte para ser emissário apresentar-se-á vivo perante o Senhor, para fazer expiação com ele, para enviá-lo ao deserto como bode emissário. " (Lv 16: 8 -1)

O RITUAL INICIAL – 1º BODE • O sumo sacerdote sorteava os bodes: um O RITUAL INICIAL – 1º BODE • O sumo sacerdote sorteava os bodes: um tornavase o bode expiatório e o outro o bode emissário. – Sacrificava o primeiro bode – Levava seu sangue, no Lugar santíssimo, para além do véu, – Aspergia o sangue sobre o propiciatório, o qual cobria a arca contendo as duas tábuas de pedra. – Assim se fazia expiação pelos pecados da nação inteira (Lv 16. 15 -16).

Com o sangue do bode imolado por expiação do pecado de Israel, o sumo Com o sangue do bode imolado por expiação do pecado de Israel, o sumo sacerdote deveria entrar no SANTO DOS SANTOS.

ATO FINAL – 2º BODE • O sacerdote tomava o bode vivo, • Impunha ATO FINAL – 2º BODE • O sacerdote tomava o bode vivo, • Impunha as mãos sobre sua cabeça, • Confessava sobre ele todos os pecados israelitas. • O enviava vivo ao deserto - banido • Simbolizava: que os pecados deles eram levados para fora do arraial (Lv 16. 21 -22).

Bode emissário – Bode expiatório • A nação vibrava quando o bode era enviado Bode emissário – Bode expiatório • A nação vibrava quando o bode era enviado ao deserto. – A certeza de que seus pecados estavam indo embora. A vida estava desimpedida • O termo "bode expiatório” - Sempre que alguém quer se eximir de culpa procura um "bode expiatório" para receber a pena no lugar dele. • O bode emissário era enviado ao deserto, onde morria sozinho servindo de emissor de más noticias: Os pecados que carregava.

Bode emissário – Bode expiatório • Jesus pode unir em sua vida o sentido Bode emissário – Bode expiatório • Jesus pode unir em sua vida o sentido das duas ofertas pelo pecado. • No Novo Testamento Jesus foi: – Banido para morrer fora da cidade. – Morto no Gólgota para expiar pecados – Ele pode exercer os dois ministérios • Emitir - bode emissário. • Propiciar - bode expiatório.

O SENTIDO DO “DIA DO PERDÃO” • EXPIAÇÃO – ERA A REMOÇÃO DO PECADO. O SENTIDO DO “DIA DO PERDÃO” • EXPIAÇÃO – ERA A REMOÇÃO DO PECADO. • Pecado Presente – Vida inviabilizada. • O pecado precisava de ser removido – de entre Deus e os homens - 1º bode – do meio do povo e de entre as pessoas – 2º bode • Israel não reconheceu e aceitou Jesus como o cordeiro que tirou o pecado do mundo. • Sem expiação: o pecado continua presente.

Dia da expiação - tempo em que Israel afligia em sua alma. • Ela Dia da expiação - tempo em que Israel afligia em sua alma. • Ela profetizava o tempo de angústias para Jacó - segundo o profeta Jeremias. – Por causa da rebeldia e do pecado • Era também reconhecido como tempo de angústia e tempo dos gentios. – Deus exercia seu juízo sobre o mundo todo • Espelha o tempo da Grande tribulação depois do arrebatamento.

Tempo de Juízo e sofrimento para judeus para quem não foi arrebatado e para Tempo de Juízo e sofrimento para judeus para quem não foi arrebatado e para os seguidores da Besta

TEMPO DE ANGUSTIAS E PROVAÇÕES O pecado sempre trouxe sofrimento TEMPO DE ANGUSTIAS E PROVAÇÕES O pecado sempre trouxe sofrimento

A GRANDE TRIBULAÇÃO - futura • Em Mateus 24, Jesus fala de uma tribulação A GRANDE TRIBULAÇÃO - futura • Em Mateus 24, Jesus fala de uma tribulação futura, como jamais aconteceu antes. . . • Conforme os profetas, 75 a 80% da população mundial morrerá, num período de sete anos – o que ainda não aconteceu. • No verso 22, Jesus diz: “se aqueles dias não fossem abreviados, ninguém se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias”.

Dia do Perdão-Motivos de oração Buscar restauração emocional, familiar e espiritual. Tempo de jejum, Dia do Perdão-Motivos de oração Buscar restauração emocional, familiar e espiritual. Tempo de jejum, meditação e arrependimento. É tempo de mudança e crescimento pessoal. Momento de rever suas “pendências”, e buscar a reconciliação com seus semelhantes. • Tempo de um novo posicionamento: • • – frente a Deus. – Frente a vida familiar. – Frente a si mesmo.

7ª FESTA DOS TABERNÁCULOS 7ª FESTA DOS TABERNÁCULOS

A FESTA DOS TABERNÁCULOS • Sete dias de festa - de 15 a 21 A FESTA DOS TABERNÁCULOS • Sete dias de festa - de 15 a 21 de SET/OUT. • No dia 15 os israelitas pegavam frutos, folhas de palmeiras, ramos de árvores frondosas, e construíam cabanas onde morariam durante os sete dias da Festa. • Deveriam alegrar-se perante Deus, lembrandose de que habitaram em cabanas quando Israel foi tirado do Egito.

Sete dias de festa de 15 a 21 de SET/OUT. • Construíam cabanas ou Sete dias de festa de 15 a 21 de SET/OUT. • Construíam cabanas ou ranchos onde morariam durante os sete dias da Festa.

A FESTA DOS TABERNÁCULOS Representa: • AÇÃO DE GRAÇAS - pela colheita. Coincidia com A FESTA DOS TABERNÁCULOS Representa: • AÇÃO DE GRAÇAS - pela colheita. Coincidia com a colheita dos últimos frutos no outono • MEMORIAL - Uma lembrança de que Deus tirara Israel do Egito e que eles habitaram em tendas por 40 anos. • ALEGRIA - Única festa em que Deus ordenara a Seu povo que se alegrasse diante d. Ele.

7ª - Festa dos tabernáculos • Só deveria ser celebrada quando o povo chegasse 7ª - Festa dos tabernáculos • Só deveria ser celebrada quando o povo chegasse à terra prometida. • Sua finalidade era comemorar e relembrar o fim da peregrinação pelo deserto. • Representava o fim guerra entre o bem e o mal e nossa morada eterna com Deus. • Significava a entrada no descanso de Deus.

PARA A IGREJA • 1 - TEMPO DA SEGUNDA VINDA - o futuro período PARA A IGREJA • 1 - TEMPO DA SEGUNDA VINDA - o futuro período quando o Cristo reinará pessoal e fisicamente, com todos os ressuscitados. - Vivida por pessoas do Antigo Testamento, da Igreja e os mártires da Tribulação - Incluem-se o remanescente do povo de Israel e das nações (gentios) sobreviventes da Grande Tribulação e convertidos a Jesus. • 2 - REINO MESSI NICO - O novo céu e a nova terra ou o Reino de Deus, ou ainda o Reino Eterno (1 Co 15: 20– 28; Ap. 21: 1– 8).

REINO MESSI NICO REINO MESSI NICO

MEMÓRIA ETERNA • Contudo eu me lembrarei da minha aliança, que fiz contigo nos MEMÓRIA ETERNA • Contudo eu me lembrarei da minha aliança, que fiz contigo nos dias da tua mocidade; e estabelecerei contigo uma aliança eterna • Porque eu estabelecerei a minha aliança contigo, e saberás que eu sou o SENHOR; • Para que te lembres disso, e te envergonhes, e nunca mais abras a tua boca, por causa da tua vergonha, quando eu te expiar de tudo quanto fizeste, diz o Senhor DEUS. Ez. 16: 60 -63

Calendário Judaico • Calendário Judaico Semana Atual Acontecimento • 14 de Abibe Noite Quarta-feira Calendário Judaico • Calendário Judaico Semana Atual Acontecimento • 14 de Abibe Noite Quarta-feira Começa o dia 14 de abibe – Jesus comeu a páscoa com os discípulos • Manhã Jesus cravado na cruz às 9 da manhã • Às 15 horas diz “Está consumado” e entrega o espírito • 15 de Abibe Noite Quinta-feira Primeira noite na tumba • Manhã Primeiro dia na tumba • 16 de Abibe Noite Sexta-feira Segunda noite na tumba • Manhã Segundo dia na tumba • 17 de Abibe Noite Sábado Terceira noite na tumba • Manhã Terceiro dia na tumba • 18 de Abibe Noite Domingo Ressurreição foi de madrugada – Festa das primícias