Скачать презентацию WOGE — Worskhop para Organizadores de Grupos de Скачать презентацию WOGE — Worskhop para Organizadores de Grupos de

3700fd7ae44dbbe3ee87540a4aac1ef7.ppt

  • Количество слайдов: 15

WOGE - Worskhop para Organizadores de Grupos de Empresas Relato das Experiências da SOFTSUL WOGE - Worskhop para Organizadores de Grupos de Empresas Relato das Experiências da SOFTSUL Belo Horizonte, 06 de Outubro de 2005

Sobre a SOFTSUL • Projeto Cooperativa MPS. BR Sobre a SOFTSUL • Projeto Cooperativa MPS. BR

Sobre os Autores • • Carlos Alberto Becker – Coordenador do projeto “Cooperativa MPS. Sobre os Autores • • Carlos Alberto Becker – Coordenador do projeto “Cooperativa MPS. BR – SOFTSUL”; – Implementador de MPS. BR, aprovado na prova de 09/ago; – Consultor e instrutor, atua em projetos de melhoria de processos em vários estados desde 2000; – Diretor da Consultoria Software Process. Adriana Martins – Diretora de Operações da SOFTSUL; – Formada em Ciências Contábeis; – Atua desde 1996 na elaboração e condução de projetos cooperados com empresas de TI.

Experiências da Softsul na formação e coordenação grupos de empresas Experiências da Softsul na formação e coordenação grupos de empresas

Rumo a ISO 9000 em 1997 • Concebido e executado em parceria com SEBRAE-RS; Rumo a ISO 9000 em 1997 • Concebido e executado em parceria com SEBRAE-RS; • Projeto envolveu 8 empresas durante 10 meses; • Auditorias da FCAV - USP; • Três empresas certificaram seus processos aderentes a norma ISO 9001: APLUB, N&L e SKA; • Amadurecimento das empresas participantes.

Rumo ao CMM em 2001 • Concebido e executado em parceria com ESICenter UNISINOS; Rumo ao CMM em 2001 • Concebido e executado em parceria com ESICenter UNISINOS; • Projeto envolveu 8 empresas por 12 meses; • Apoio à implementação de um programa de melhoria de processos alinhado com as práticas do nível 2 do SW-CMM; • Formação de time próprio de consultoria; • Consultorias e treinamentos da FCAV – USP, CPQD, Cenpra, entre outros; • Empresa GDC-Dell passou por avaliação formal nível 2. • Percepção de melhorias significativas nas empresas participantes.

Fábrica de Software RS • Atividades iniciaram em 2002 e continuam em andamento; • Fábrica de Software RS • Atividades iniciaram em 2002 e continuam em andamento; • Envolve SOFTSUL, PROCERGS e 12 empresas associadas; • Grupos Técnicos de discussão: – Metodologias; – Componentes. • Definição de métodos de engenharia de software e técnicas de gerência de projetos com base na norma ISO/IEC 12207, ISO/IEC 9126 e modelo CMM. • Aproximadamente 200 profissionais certificados nas metodologias (treinamentos e provas); • Empresas certificadas pontuam em licitações.

Cooperativa MPS. BR - SOFTSUL • Projeto em parceria entre SOFTSUL e PUCRS e Cooperativa MPS. BR - SOFTSUL • Projeto em parceria entre SOFTSUL e PUCRS e sob coordenação técnica da Software Process; • Lançamento do projeto em abr/05, adesão de 5 empresas até agosto; • Escopo misto, níveis G e F; • Início do projeto em set/05, duração de 15 meses; • Maioria das atividades executadas por recursos locais.

Projeto Cooperado MPS. BR • Atividades – Seminários – Workshops – Diagnóstico – Treinamentos Projeto Cooperado MPS. BR • Atividades – Seminários – Workshops – Diagnóstico – Treinamentos – Meta processo – Consultoria presencial e remota – Auditorias de acompanhamento – Avaliação informal

Lições aprendidas Lições aprendidas

Lições Aprendidas • Ciclo de Venda – Concepção do projeto dever ser consistente, alinhado Lições Aprendidas • Ciclo de Venda – Concepção do projeto dever ser consistente, alinhado com a realidade das empresas – Seminários para despertar o interesse – Reuniões técnicas para público especializado – Identificação da situação atual das empresas – Resistir a tentação de fechar o negócio – Tomada de decisão requer apoio especializado – Termo de compromisso de adesão

Lições Aprendidas • Ciclo de Execução – Montagem de equipe adequada à empresa – Lições Aprendidas • Ciclo de Execução – Montagem de equipe adequada à empresa – Gerenciamento do projeto • Andamento dos trabalhos • Monitoramento dos compromissos – Supervisão dos consultores e instrutores – Comunicação • Seminários e workshops • Listas de discussão • Publicação de arquivos – Apresentação de resultados nas empresas – Avaliação de erros e acertos

Lições Aprendidas • Vantagens e desvantagens de projetos cooperados – Gerenciamento centralizado do grupo Lições Aprendidas • Vantagens e desvantagens de projetos cooperados – Gerenciamento centralizado do grupo – Empresas concorrentes ou parceiras – Confidencialidade – Amadurecimento da relação de trabalho em grupo – Riqueza das trocas (endomarketing, benchmarking, casos de sucesso e insucesso) – Barreiras similares, soluções diferentes – Custos compartilhados e específicos – Pequena flexibiliade do grupos – Busca de financiamento

Lições Aprendidas • Boas práticas – Comprometimento da alta gerência – Papéis e responsabilidades Lições Aprendidas • Boas práticas – Comprometimento da alta gerência – Papéis e responsabilidades claras – Processo de consultoria definido – Meta-processo para pequenas empresas – Ferramentas para automação – Mentoring em modelagem de processos – Fórum de consultores e instrutores – Grupo de estudos – Consultores trainee – Participação em avaliações

Obrigado pela sua atenção. • Carlos Alberto Becker carlos. becker@terra. com. br (51) 3061 Obrigado pela sua atenção. • Carlos Alberto Becker carlos. [email protected] com. br (51) 3061 3151 • Adriana Martins [email protected] org. br (51) 3346 4422