Скачать презентацию O PROVEDOR Nem todos reconhecem e agradecem Скачать презентацию O PROVEDOR Nem todos reconhecem e agradecem

4aa6c44f68938a10d255ec0208eddd87.ppt

  • Количество слайдов: 11

O PROVEDOR O PROVEDOR

Nem todos reconhecem e agradecem as inúmeras provisões de Deus em sua vida. Muitos Nem todos reconhecem e agradecem as inúmeras provisões de Deus em sua vida. Muitos se afligem supondo que não terão o suficiente para suas. Todavia, Deus provê para nossas necessidades e, ao mesmo tempo, cumpre seus propósitos mais abrangentes Como o salmista, podemos dizer: “Senhor meu Deus! Quantas maravilhas tens feito! Não se pode relatar os planos que preparaste para nós! Eu queria proclamá-los e anunciá-los, mas são por demais numerosos! (Salmo 40. 5) Vamos recordar uma série de exemplos bíblicos.

Gênesis 12. 1 -3 Quando Deus planejou uma grande nação, monoteísta, para o adorar Gênesis 12. 1 -3 Quando Deus planejou uma grande nação, monoteísta, para o adorar e servir com exclusividade e ser uma bênção para todas as nações, ele escolheu Abraão e lhe disse: “Farei de você um grande povo e o abençoarei. Tornarei famoso o seu nome e você será uma bênção. . . Por meio de você todos os povos da terra serão abençoados”. (Gênesis 12. 1 -3)

Gn 22. 1 -14 Estando Abraão com 100 anos, e Sara, sua mulher, com Gn 22. 1 -14 Estando Abraão com 100 anos, e Sara, sua mulher, com 90, e estéril, Deus lhes promete um filho. Cerca de um ano mais tarde, nasceu Isaque. . . Quando Isaque chegou à adolescência, Deus submeteu Abraão a uma dura prova de fé. Pediu-lhe que sacrificasse o filho. Abraão obedeceu. . . Quando o filho lhe perguntou pelo cordeiro a ser sacrificado, Abraão respondeu com estas famosas palavras: “Deus proverá. . . ” (Jeová Jiré) E proveu. . . Ver Hebreus 11. 17 -19

Gn 45. 5 Deus planejou que a descendência de Abraão habitaria em terra estrangeira Gn 45. 5 Deus planejou que a descendência de Abraão habitaria em terra estrangeira por um longo período (Gn 15. 13). No devido tempo, Deus os levou para o Egito, e proveu sustento para todos. Como? Os irmãos de José, invejosos, o venderam como escravo a uma caravana, que o levou para o Egito. Anos mais tarde, José tornou-se Governador do Egito e trouxe toda a descendência de Abraão para aquela terra, onde, na época, havia fartura de alimento. Deus usa até os erros e pecados homens. . . Veja o que José disse aos seus irmãos, quando estes chegaram ao Egito: “. . . para conservação da vida, Deus me enviou adiante de vós”

Êxodo 3 Quando planejou a saída de Israel do Egito, ao fim dos 400 Êxodo 3 Quando planejou a saída de Israel do Egito, ao fim dos 400 anos de escravidão, como havia dito a Abraão, Deus proveu a liderança necessária. Chamou e enviou Moisés. . . “Vem, e eu te enviarei a Faraó, para que tires o meu povo, os filhos de Israel, do Egito” Humanamente falando, era algo impossível. . . Foram necessárias muitas e poderosas intervenções divinas: as dez pragas do Egito, a passagem pelo Mar Vermelho. . . Mas Deus o fez!

Êx 12. 35 -36; Êx 25. Deus proveu previamente os recursos para a construção Êx 12. 35 -36; Êx 25. Deus proveu previamente os recursos para a construção do Tabernáculo, no deserto. . . “O Senhor fez que o povo (Israel) encontrasse favor da parte dos egípcios de maneira que lhes davam o que pediam. . . ”

Jo 3. 16; Gálatas 4. 4 Na plenitude dos tempos, Deus enviou o prometido Jo 3. 16; Gálatas 4. 4 Na plenitude dos tempos, Deus enviou o prometido Messias, seu próprio Filho, para “buscar e salvar o perdido”, para fazer expiação por nossos pecados, para nos salvar! A justiça divina exigia a punição do pecado; o amor divino queria perdoar e salvar! “Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” “Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras” (I Co 13. 3)

Jo 14. 16 -17, 26; 16. 13 Quando Jesus, o Filho, subiu aos céus, Jo 14. 16 -17, 26; 16. 13 Quando Jesus, o Filho, subiu aos céus, Deus, o Pai, enviou o Espírito Santo para consolar, guiar e ensinar os crentes. Jesus prometeu aos seus discípulos: “Eu rogarei ao Pai e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade. . . Esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito” “. . . Ele vos guiará a toda a verdade. ” Ver At 1. 4 -9; 2. 1 -4

I Co 10. 13 Quando somos tentados, Deus provê a ajuda ou escape de I Co 10. 13 Quando somos tentados, Deus provê a ajuda ou escape de que necessitamos. . . “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar” Ver Hebreus 4. 14 -16 Então, é perfeitamente justo que Deus exija que sejamos santos. . . I Pe 1. 13 -16

Deus é Fiel! Deus é Provedor! Ele provê tanto as coisas pequeninas como as Deus é Fiel! Deus é Provedor! Ele provê tanto as coisas pequeninas como as grandiosas; ele supre nossas necessidades e, ao mesmo tempo, cumpre seus propósitos na história e para a nossa vida “Toda boa dádiva e todo bom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes em quem não pode existir variação ou sombra de mudança” Tiago 1. 17 Isto deve fazer-nos mais agradecidos, confiantes, tranquilos. . . e santos! Assista ao vídeo de Azaph Borba, Deus é Fiel, anexado junto a esta mensagem.